sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Alias


Mais uma série de espiões? Foi este o meu pensamento, quando resolvi dar uma oportunidade a Alias, série saída da mente prodigiosa de JJ Abrams. Mas, como em tudo na vida, também o mundo da 7ª arte nos reserva surpresas. Agradáveis. Como esta. Ainda há boas histórias para contar, no universo sempre aventuroso dos espiões.

Sydney Bristow (Jennifer Garner) é uma estudante universitária que tenta conjugar a vida académica com o seu trabalho num banco. Mas Sydney (fantástica interpretação de Jennifer Garner) esconde um segredo, mesmo do seu círculo restrito de amigos: Will (Bradley Cooper), um jornalista utopicamente apaixonado por ela e Francie (Merrin Dungey). Ela é uma agente da SD-6, um ramo ultra-secreto da CIA, percorrendo o Mundo em missões arriscadas e, quase sempre, rocambolescas, contando com a companhia inestimável de Dixon (Carl Lumbly) e as engenhocas electrónicas de Marshall (Kevin Weisman)

A série tem, no entanto, uma reviravolta inesperada, quando Sydney descobre que tudo aquilo em que acreditava é mentira, trabalhando para as pessoas que julgava combater, responsáveis pelo assassinato do seu noivo. É este o ponto de inflexão, pois Sydney alia-se à verdadeira CIA, vivendo a partir de entã como agente dupla. Com a ajuda de Vaughn (Michael Vartan), o elo de ligação entre os dois mundos, e do seu pai, Jack Bristow (Victor Garber), também ele um agente duplo, a vida de Sydney passa a ter como objectivo prioritário a captura de Arvin Sloane (Ron Rifkin).

A 1ª temporada é literalmente explosiva, com episódios míticos, todos eles com a célebre reviravolta final, deixando-nos em suspenso por mais umas horas. Imperdível. Um marco nas séries de acção. O tirocínio de JJ Abrams, antes do mega-èxito de Lost.

1 comentário:

tvfiles disse...

Grande primeira temporada, muito boa segunda temporada, fraca terceira, seca quarta. E ainda me falta ver a quinta... já estou com medo do que por aí vem. :s